Dicas para um bom café

September 8, 2017

Para quem me acompanhar aqui, sabe que eu sou viciada assumida em café.

 

 eu, todas as manhãs

 

 

Sendo uma apreciadora desse líquido dos deuses, afirmo que saber preparar um bom é conduta básica de sobrevivência. Por isso, aqui vão algumas dicas para você que, como eu, é apaixonado por café, e quer extrair o melhor dessa (amada) bebida:

 

 

 

1. MOER O GRÃO

 

Dica número um é, café fresco é café bom. Então sempre tente comprar o grão do café e deixe para moer na hora que for usar. Depois de moído, rapidamente o grão perde muito dos seus aromas e sabores. Isso porque, em contato com o oxigênio, o café começa a oxidar, causando uma depreciação do sabor, em razão da volatilidade dos compostos aromáticos que dão gosto ao café.

Portanto, quanto mais fresco, mais gostoso e aromático ele será.

Se você não tiver moedor, opte por comprar café moído mais fresco que encontrar.

 

2. ARMAZENAR CORRETAMENTE

 

O ideal é armazenar na própria embalagem, devidamente selada, dentro de um pote hermético, ou apenas num pote hermético de metal. O mais importante é que seja num pote totalmente fechado (escuro), para que não ocorra a incidência de luz, o que ajudaria no processo de oxidação. Nada guardar na geladeira, o melhor é na dispensa, longe de luz, umidade e cheiros fortes.

 

3. TIPO E TEMPERATURA DA ÁGUA

 

Utilize sempre água filtrada, de preferência mineral, para evitar a contaminação e retrogosto de cloro, que além de ter sabor ruim, destrói os óleos essenciais do café. A temperatura também é importante, sendo o ideal que não esteja fervendo, ou seja, abaixo de 100ºC (perto dos 90ºC) , para não extrair sabores amargos. O melhor é deixar a água ferver e esperar cerca de 1 minuto para passar o café, ou usar aquelas chaleiras elétricas que medem a temperatura.

 

 

 

4. GRÃO DE QUALIDADE

 

Escolha grão classificado como “especial” ou “gourmet”, sendo mais garantido comprar de marcas que tenham o selo da Associação Brasileira de Café Especiais (ASCA) e que tenham o selo de pureza e qualidade da Associação Brasileira da Indústria do Café (ABIC), os quais garantem a boa procedência dele. Além disso, no mercado, deem preferência ao grão Arábica, por ser espécie rica em aroma, muito perfumada, doce e ligeiramente ácida.

 

5. PRÉ-INFUSÃO

 

Dependendo do método, comece molhando o café pelas beiradas e depois coloque no centro. Ainda, coloque água somente o suficiente para hidratar o café. Isso auxilia que não sejam criadas bolhas de ar ou de café seco no pó. Só depois que todo o café esteja umedecido, adicione a água restante.

 

6. ESCALDAR

 

Se você for usar o filtro de papel ou de pano, escalde o filtro antes com água quente, para evitar que o sabor residual de substâncias, como a celulose, contamine o café. É bacana também escaldar os demais utensílios, para evitar que ocorra choque térmico, o que também altera sabor, além de manter o café aquecido por mais tempo.

 

 

 

7. DEVIDA PROPORÇÃO E CONSUMO

 

Claro que essa parte é muito de gosto, mas de maneira geral, para se ter equílibrio no sabor – nem muito forte, nem muito fraco -, a proporção que se indica é de 5 a 6 colheres de sopa para cada litro de água ou 7 gramas de café para cada 30/50ml de água.

 

Ainda, é importante consumir o café na hora ou até uma hora depois de pronto (se guardado em garrafa térmica), para evitar a oxidação, reação que tira o sabor e as características da bebida. Por fim, o ideal é consumir o café puro, ou seja, sem açúcar, para que se aprecie devidamente o verdadeiro sabor da bebida. De outra forma, os sabores do café ficam escondidos pelo gosto doce, desmerecendo todo o trabalho que você teve para extrair o melhor do grão.

 

E ai, gostaram das dicas? Tem mais algumas para acrescentar?

Comentem abaixo, se sim.

 

Com amor,

Luísa.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Search By Tags
Please reload

Archive
Recent Posts
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon