Pão de forma de sarraceno e grão de bico

October 11, 2017

Pão é TUDIBÃO, né? 

Pena que nesses novos tempos, tá cada vez mais difícil comer o pão nosso de cada dia com serenidade. Seja pela qualidade baixa dos ingredientes, seja pela ausência de tempo (necessário!!!!) de fermentação, seja pelo medo do glúten (e dos carboidratos!).

Enfim, a discussão é grande, o papo é longo. Eu, particularmente, não demonizo nenhum pão (ou ingrediente!), e acho que tudo é aceitável, desde que bem feito, consumido com moderação e consciência. E claro, se não houver restrições alimentares, por questões de saúde ou de estilo de vida.

 

 

 

 

Óbvio que se podemos fazer escolhas melhoras e com mais qualidade, é sempre melhor! E isso vale para o pão também.

Enfim, esse alimento sagrado (e sua história) merece um post exclusivo, - ainda mais depois de eu ter feito panificação! -, e eu vou deixar pra entrar nesse assunto mais para frente...

 

Enquanto isso, passo uma receitinha de pão sem glúten, sem leite, mas muito nutritivo! Porque de nada adianta evitar o glúten e se entupir  pães de farinhas refinadas e amidos, pobres em nutrientes. Pior ainda quando não se vê nenhuma fonte protéica associada (já que o glúten é uma proteína) e gorduras ruins, como óleos vegetais de canola e soja :( 

 

Por isso a importância de se ter a consciência do que colocamos para dentro do nosso corpinho, principalmente quando falamos dos alimentos industrializados. Ler a lista de ingredientes das embalagens dos produtos que compramos, não só o rótulo dizendo que é ˜saudável˜, é primordial. Sabemos, cada dia mais, como a "propaganda verde"pode ser fraudulenta e nos levar ao erro. Foi-se o tempo que acreditávamos apenas no fato de que ser "sem glúten e sem lactose" quer dizer algo bom.

 

Fiquemos espertos. 

 

Feito o desabado, segue uma receita de pãozinho sem culpa. 

 

PÃO DE FORMA DE SARRACENO E GRÃO DE BICO:

 

 

 

 

INGREDIENTES:

  • 3 ovos inteiros

  • 1 xícara de água filtrada

  • 1/4 de xíc de azeite de oliva extra virgem 

  • 1 xícara de farinha de trigo sarraceno

  • 1⁄2 xícara de farinha de grão de bico

  • 1⁄2 xícara de fécula de batata 

  • 1⁄4 xicara de polvilho doce

  • 1 colher (chá) de sal marinho moído

  • 30g de biomassa de banana verde

  • 1 colher (sopa) de açúcar de coco

  • 1 colher (sopa) de fermento seco para pão 

  • 2 c de sopa de água morna

  • 1/2 c. de chá de cúrcuma (opcional)

 

PREPARAÇÃO:

Unte uma forma de pão com azeite de oliva e farinha de grão de bico.

 

Em um recipiente pequeno, misture as 2 c. de sopa de água morna, o fermento seco para pão e o açúcar de coco. Misture tudo e deixe que o fermento seja ativado, por cerca e 5 min, em lugar protegido (como o microondas). Ele deve formar uma espuminha na superfície.

Enquanto isso, misture todos os ingredientes secos em um bowl de batedeira (se for sovar nela). Em outro bom, misture todos os ingredientes líquidos com um fouet, incluindo a biomassa de banana verde. 

 

Em uma batedeira, com o batedor gancho, coloque os ingredientes secos para bater. Em seguida, adicione aos poucos os líquidos até que a misture fique toda homogênea. E por último a mistura com o fermento que estava reservada. Sove toda a mistura rapidamente na batedeira até que esteja uniforme. Se preferir, você pode fazer na mão, mas dará um pouco mais de trabalho.

 

Coloque a mistura - que ficará mais líquida que uma massa de pão tradicional - e deposite na forma de pão e deixe que descanse e cresça em local protegido, como o microondas ou o forno (se estiver desligado!), por cerca de 40 min. Caso goste, você pode polvilhar na superfície da massa sementes/oleaginosas, eu não coloquei porque fiz o pão para o meu pai e ele não gosta de crocâncias. 

 

Depois, pré-aqueça o forno em 180 graus, e quando estiver na temperatura, coloque o pão para assar por cerca de 30 min ou até ele estar corado por fora e ao colocar um palito, este saia limpo. 

Espere que esfrie um pouco antes de desenformar. Coloque em uma grade de resfriamento e só corte quando estiver completamente frio. 

 

Você pode cortar em fatias e congelar por até 30 dias. Ou deixar na geladeira por 3 dias. Recomendo que aqueça quando for consumir para ele ficar mais molinho e saboroso. Se deixar fora e ele ficar muito duro nos dias seguintes, a medida que a umidade vai sendo perdida (com num pão normal), você pode fazer torradinhas com ele, cortando em fatias menores e colocando para assar por 15 min em 200 graus no forno. 

 

 

Com amor, 

Luísa. 

 

 

 

 

 

 

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload