Nhoque de batata doce com molho pesto

November 7, 2018

 

Não é dia 29 - dia mundial do nhoque - mas não existe momento certo para compartilhar uma receita dessas, né?

 

Confesso que não sou a maior fã desta iguaria italiana, - que meus ancestrais me perdoem - , mas sei que tem muita gente que AMA um bom nhoque, mas que deixa de consumir seja pelo critério calórico, seja porque não pode consumir glúten. Não seja por isso, aqui resolvemos o problema

 

Mesmo não amando nhoque, gostei MUITO do resultado. Tanto que já comia pensando quando ia comer de novo, sabe? hahah E olha que eu adoro variar o cardápio, por isso essa é a maior prova de que eu aprovei muito o prato. 

 

Fiz essa receita com base na batata doce, um tubérculo fonte de carboidrato complexo, cuja digestão é feita de forma mais lenta pelo organismo, dando mais saciedade e evitando picos de glicemia no sangue. Isso já faz uma diferença em comparação a batata inglesa, tradicionalmente usada, que apesar de saborosa, é mais pobre em nutrientes e fibras. 

 

Além disso, optei por farinhas sem glúten um pouco mais nutritivas para dar aquela "secadinha" no nhoque, como a farinha de sorgo e da linhaça, para se unir com a fécula de batata, que apesar de ser refinada, proporciona sabor e liga. 

 

Principalmente pela farinha de sorgo, o nhoque fica mais escurinho. Se você não quiser usar ou não encontrar, pode substituir por farinha de quinoa, amaranto ou até de arroz. 

 

 

 

 

Para complementar, o molho sempre faz TODA a diferença. Eu fiz um pesto de salsinha, que tinha aos montes aqui em casa. Mas você pode fazer o tradicional, com manjericão, ou com qualquer outra erva da sua preferência. Pesto é algo que sempre vale a pena fazer mais para se ter na geladeira e acrescentar na comida para dar aquele toque gourmet. Seja no pão, nos vegetais cozidos ou mesmo na salada. EU AMO :)

 

A melhor parte é que as ervas têm um papel muito importante na culinária, porque além de conservar e dar sabor ao prato, são fontes concentradas de antioxidantes. Usá-los em sinergia com a comida, melhora a nossa digestão e ajuda na detoxificação. A salsa, por exemplo, tem ação diurética, aliviando congestão e inflamações nos rins. Ainda é rica em vitamina K, ótima para saúde dos ossos e equilíbrio da glicemia.

 

Por fim, o alho cru também usado no pesto é excelente para o sistema imunológico, tem ação antibacteriana e antifúngica, e também auxilia no processo de detoxificação, como a salsinha.  

 

UFA, como os alimentos são lindos, né não? Vamos para a receita!

 

 

NHOQUE DE BATATA DOCE COM PESTO DE SALSINHA

 

 

 

 

 

INGREDIENTES

 

NHOQUE

  • 650g de purê de batata doce (aproximadamente 3 batatas doces médias)

  • 1 gema (opcional)

  • 60g de farinha de sorgo (usei da Giroil)

  • 120g de fécula de batata (e mais para polvilhar)

  • 10g de farinha de linhaça

  • 1 c de chá de sal

 

PESTO

  • 1 maço de salsinha (aproximadamente 100g) ou qualquer outra erva de sua preferência

  • 1 dente de alho

  • 3 c de sopa de azeite de oliva

  • suco de meio limão

  • 2 c de sopa de castanha de caju

  • 1/4 c de chá de sal

  • 1/8 c de chá de pimenta do reino

 

 

 

 

 

MODO DE PREPARO

 

NHOQUE

 

Cozinhe a batata doce, sem casca e em pedaços, no vapor até que fique macia. Faça um purê com um amassador de batatas ou no processador. Transfira para um bowl e acrescente, aos poucos, as farinhas, a fécula e o sal. A quantidade de farinha pode variar de acordo com a umidade do seu purê. Se sentir que já acrescentou muita farinha e não deu o ponto de desgrudar dos dedos, não coloque mais. Como iremos polvilhar a bancada com fécula, ela ajudará a massa a desgrudar dos dedos (o segredo de um bom nhoque é não sentir a farinha!)

Enquanto isso, leve uma panela grande com água ao fogo alto. Assim que ferver, misture 1 colher (sopa) de sal. 

Polvilhe a bancada e uma assadeira com a fécula de batata. Para modelar a massa, pegue uma porção e faça rolinhos com a mão na bancada, com cerca de 1cm de diâmetro. Feito isso, corte o rolinho em pedaços menores, de cerca de 2cm, utilizando uma faca, e transfira-os para a assadeira também polvilhada de fécula. Repita todo o processo até a massa acabar. 

Aqueça uma frigideira ou panela de ferro com um fio de azeite de oliva. 

Mergulhe cerca de 10 nhoques por vez na água fervente e deixe cozinhar até subirem à superfície. Retire-os com uma escumadeira, com cuidado para retirar o excesso de água e, em seguida, sele-os na frigideira quente, para criarem uma casquinha em ambos os lados.

Esse passo é opcional. Se você quiser aquele nhoque mais molinho, é só retirar da água e colocar direto numa assadeira untada com azeite de oliva para não grudarem e está pronto para servir. 

 

PESTO

Para o pesto, é só misturar todos os ingredientes em um mini processador até ficar homogêneo. 

 

 

Espero que gostem!

 

E se fizerem, não deixem de compartilhar e me marcar lá no instagram.

 

BUON APPETITO!

 

Com amor, 

Luísa. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Search By Tags
Please reload

Archive
Recent Posts
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon