Hambúrguer sem glúten e vegetariano - Gilmore Girls

August 29, 2017

WHERE YOU LEEEEEEEEEEAD, I WILL FOOOOOOOOLLOWWWW, ANYWHEEEEEERE...

 

 

Não há maturidade para Gilmore Girls! A série - para mim - é atemporal. Assim como Friends, as "Lorelais" já me fizeram muita companhia nos momentos relax em casa, para dar aquele aconchego na alma, um porto seguro. Afinal, como não se sentir em casa na cidade mais fofa EVAH, Star Hollow? É pau para toda obra. Tá triste, tá feliz, tá no tédio, as Gilmores são sempre uma boa ideia. 

 

É mágico porque tudo dá certo na série, mesmo nos momentos ruins, sempre tem uma pegada fofa e meiga da Rory misturada ao mesmo tempo com as falas ácidas, sagazes e irônicas da Lorelai (UM AMÉM PARA O HUMOR DESTA MULHER). Apesar de nem sempre amar todos os personagens, não tem como negar que a química de todos é perfeita e dá vontade de ter uma relação mãe e filha assim ou até ter filhos mais cedo (hmmmm pera, já passou hahaha). 

 

E não venha falar que é série fútil, porque tem muita cultura envolvida, tá? Se você conseguir acompanhar o fôlego das duas, vai conseguir pegar referência de muita coisa boa, desde livros, filmes e até músicas. O ritmo é acelerado e as falas são frenéticas, mas essa é graça e originalidade da série. Nunca vi nada parecido e sigo carente de algo fofíneo como essas duas para preencher meu momentos de "não quero ver nada muito profundo mas não tão tolo assim". #aceitosugestões

 

E um personagem oculto porém muito presente na vida dessas mulheres é o café e as comidas preparadas no Luke's. A cafeína merece uma frase a parte, porque Lorelai é V-I-C-I-A-D-A realoficialcomfãclube na bebida, daquelas que não começa o dia sem e não termina também, e nisso rola uma identificação completa #tamojuntolor.

 

 

 

E sobre a comida, como já sabemos desde o primeiro episódio, Rory e Lorelai são sacos sem fundo, verdadeira dragas (ONDE VAI PARAR TODA AQUELA COMIDA, EM NOME DE JESUS?), e a vida saudável está bem longe de fazer parte da rotina de ambas. É panquecas, waffles, comida japonesa, pizza, macarrão com queijo, sorvete, pipoca e o que mais você conseguir imaginar... Nisso, elas não são exemplos para ninguém haha

 

 

 

 

Na receita de hoje, me inspirei em um dos clássicos do restaurante do Luke e fiz a minha versão vegetariana e mais saudável do queridinho CHEESEBURGER! Afinal, esse é um dos pratos preferidos da Lorelai. Vamos à receita?

 

ps. Luke teria um treco com a minha versão, mas seguimos amando.

 

CHEESEBURGER VEGETARIANO DE FEIJÃO AZUKI E COGUMELOS

 

 

 

 

INGREDIENTES:

 

PÃO SEM GLÚTEN 

  • 1 1/2 xíc. de farinha de trigo sarraceno

  • 1 xíc. de farinha de grão de bico

  • 3 c. de sopa de fécula de batata

  • 2 c. de sopa de psyllium

  • 10g de fermento de pão

  • 3 c. de sopa de água morna

  • 1 c. de chá de açúcar de coco (pode ser qualquer açúcar)

  • 3 ovos

  • 1/3 xíc. de azeite de oliva extra virgem

  • 100ml de leite vegetal

  • 100ml de água temperatura ambiente

  • 1 c. de chá de sal

  • Gergelim para finalizar (opcional)

 

 

HAMBÚRGUER VEGETARIANO

  • 250 g de feijão azuki de molho por pelo menos 12 horas

  • 500 g de cogumelo champignon picado

  • 1 cebola (pode substituir por 2 c. de sopa de cebola em pó)

  • 1 c. de sopa de alho em pó

  • 1 c. de sopa de páprica defumada

  • 1 c. de sopa de ervas finas (fica à gosto: manjericão, orégano, alecrim, tomilho, cominho..)

  • 1/2 c. de chá de pimenta do reino

  • 1 1/2 c. de chá de sal

  • 1/2 xícara de farinha de amêndoas (pode trocar por farinha de aveia ou farinha de quinoa) - pode variar dependendo da umidade da massa, então vá colocando aos poucos até desgrudar da mão.

  • 1. c. de sopa de farinha de linhaça

  • 1 c. de sopa de azeite de oliva

 

 

MAIONESE VERDE

  • 3. c de sopa de azeite de oliva

  • 1 c. de sopa de mostarda dijon

  • Suco de 1⁄2 limão

  • 1/4 xíc. de nozes

  • Um punhado de rúcula (pode ser qualquer outra folha verde)

  • 1 dente de alho

  • Sal a gosto
     

 

PREPARAÇÃO:

 

PÃO:

Em um pote separado, coloque o fermento, o açúcar de coco e a água morna. Misture tudo e reserve em lugar mais isolado, como no forno de microondas. Esse passo é para ativar o fermento.
Enquanto isso, coloque em um bowl (de batedeira é mais fácil mas pode-se misturar com uma espátula também) os ingredientes secos e misture. Aos poucos, vá acrescentando os ingredientes liquidos e por último a mistura de fermento ativado. Bata até que a massa fique homogênea e lisa. Ela fica mais liquida que uma massa de pão normal, não se assuste.

Deposite a massa em formas de pão de hambúrguer (aros rendondos) já untadas com azeite de oliva e polvilhados com trigo sarraceno. Deixe a massa descansar nos aros por 30 minutos. Depois, coloque o gergelim em cima da massa e leve ao forno pré-aquecido a 160 graus por aproximadamente 20 minutos.

Se quiser armazenar, deixe o pão esfriar por completo e depois coloque em um saco plástico, bem vedado. Você pode congelá-los assim. Quando for consumir, é só aquecer o pão no forno, em temperatura baixa.

 

 

HAMBÚRGUER

Cozinhe o feijão azuki em uma panela com água fervente por cerca de 20 minutos. Enquanto isso, pique a cebola e refogue em outra panela/frigideira com o azeite de oliva em fogo médio. Quando as cebolas começarem a ficar transparentes, acrescente os cogumelos picados e os temperos e deixem que refoguem até que a "água" que soltar do cogumelo dê uma secada. 

Escorra os feijões cozidos e coloque-os em um processador (ou liquidificador, mas terá um trabalhinho extra!), junto com os cogumelos e cebola refogados. Processe tudo e aos poucos vá acrescentando a farinha de linhaça primeiramente. Depois, de igual modo, aos poucos, vá acrescentando a farinha de amêndoas (ou outra que preferir) até o ponto que a massa desgrude dos dedos. Prove para ver se necessita de acerto com o sal/pimenta/temperos.

Forme bolinhas e as "achate" numa folha de papel-manteiga ou num tapete de silicone em cima de uma forma.

Se já for comer imediatamente, coloque o hambúrguer em uma frigideira já pré-aquecida em fogo alto, regada com um fio de azeite de oliva. Deixe por cerca de 3 min de cada lado ou até que doure e fique mais firme) e está pronto.

Se for comer depois, coloque a forma com o tapete de silicone/papel-manteiga no congelador até que congelem completamente. Depois, retire-os da forma e deposite em potes separados para ir descongelando individualmente, se assim quiser, seguindo o procedimento acima (se estiver congelado fica mais tempo na frigideira!). 

 

 

MAIONESE VERDE

Processe todos os ingredientes em um mini processador até ficar homogêneo. Prontinho!

 

 

Em cima do hambúrguer, derreti queijo mussarela de búfala e casou super bem, mas você pode colocar o que você preferir.  

De acompanhamento, fiz uma batata doce chips na desidratadora. 

 

 

"I would like a cheeseburger, with a side of cheeseburger, and see if they can make me a cheeseburger smoothie" - GILMORE, Lorelai.

 

Quase lá, Lor... Quase lá.

Gostaram?

 

Com amor,

Luísa. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload