• Luísa Colombi

Restaurantes Saudáveis em SP - parte II

Já falei nesse post mais antigo alguns restaurantes saudáveis que achei super interessantes em São Paulo, quando fiquei um tempinho maior por lá.


Tendo visitado a cidade novamente, mesmo que por pouco tempo, aproveitei para conhecer mais lugares reconhecidos pela gastronomia saborosa e funcional.


Segue a lista dos que mais gostei:


1. FUTURO REFEITÓRIO

@futurorefeitorio



Localizado em Pinheiros, o Futuro Refeitório fica num antigo estacionamento.

Reformaram o lugar, mas o estilo diferentão se mantém. Seja pelas listras amarelo e preta que ainda estão nas paredes, pela comanda de disquete, pela disposição das mesas - estilo refeitório - ou mesmo pela apresentação da comida, em bandejas e tigelas de alumínio.


Tem mesas compridas e compartilhadas e, em contraste, possuem lugares com sofás e cadeiras macias e lareira, tudo junto e misturado.


Essa vibe ~simplista~ afronta diretamente com a comida do lugar. Primeiro, porque ali tem um pouco de tudo: restaurante, padaria, cafeteria e bar. Os pratos, já se vê do menu, tem bastante personalidade: "coma suas verduras"; "animais: com moderação".


Não posso dizer, porque não comi todos os pratos, mas de fato, o bowl que eu comi não precisava de mais nada. As plantas se bastaram.


Tem opções de saladas, sanduíches, tigelas e também opções doces, como bolos, tortas, cookies, etc. O menu tem legendas que indicam o que é sem glúten e vegano, com bastante escolha para quem tem alguma restrição alimentar.


Há venda de pães de fermentação natural, e ao mesmo tempo drinks, porque já do café da tarde dá para emendar o happy hour. E essa mistura, pelo que sei, deu muito certo!


Falando da comida, além da "cumbuca", pedi também um bolo de banana e nozes pecan, com um chá verde para acompanhar. Achei ambos muito gostosos.


Se está procurando um local mais descontraído para comer comida boa, com ingredientes de qualidade e com preço justo, o Refeitório é o lugar.



2. FIGO

@figorestaurante



Com um ambiente bem aconchegante e clean, o Figo, localizado no Vila Nova Conceição é um restaurante que, apesar de estar aberto há 6 anos, sofreu nos últimos tempos uma repaginada no conceito e no cardápio.


Os pratos estão com uma pegada mais saudável e com preços mais acessíveis, tudo graças à assinatura do cardápio pela Patrícia Helu (falei dela aqui!), que trouxe para o local pratos Plant-Based, com muito tempero e sabor.


Quando você chega e senta, já é recepcionado com um shot de frutas e verduras para abrir o apetite. O atendimento é rápido e o menu conta com diversas entradas, pratos principais e sobremesas, além de vasta opção de bebidas e vinhos. Muitos pratos vegetarianos e veganos, sem glúten, e com opções onívoras também.


Se for no local, pense fora da caixa e peça pratos diferentes ou experimente os tradicionais na versão Plant-based, como a Foccacia sem glúten com pastinhas de beterraba e coalhada vegana.


Não deixe de provar a Couve-flor assada ao molho de parmesão vegano (MELHOR COUVE FLOR DA MINHA VIDA) e de sobremesa, a torta de doce de leite vegano com flor de sal. De comer rezando!


Perfeito para um jantar mais especial a dois ou um almoço com as amigas.


3. HOLY NUTS

@holynutscafe


Após ouvir falar tanto do Holy Nuts marca, soube que abriram um espaço de Café e Confeitaria na Vila Madalena, com opções de café da manhã, almoço leve, lanche da tarde, e brunch nos finais de semana. Todos, claro, baseados em oleaginosas e quase sempre acompanhados das pastas deliciosas de castanhas.


O ambiente é total instagramável, sabe? Com luzes neon, plantas, fachada fofa, mesas de madeira e branco e cadeiras cheias de design. Super delícia para tomar um café com calma com os dogs, ver a vida passar (ou fazer um book de fotos).


E o conceito do local é bem claro. Comidas veganas e 100% naturais, com opções sem açúcar e low carb. Fui conhecer no sábado de manhã, dia de brunch.


Dava para pedir a la carte ou comer e beber à vontade as delícias que estavam expostas nas mesas do local, por um preço fixo de 59 reais. Olhamos a mesa e não tivemos dúvida. Brunch, com certeza!


Tinha diversos tipos de bolos e pães (todos sem farinha de trigo, mas sem certificação do fornecedor não tem identificação de sem glúten), pastinhas de nuts, geleias, manteiga ghee, frutas, granolas, tortas e para mim, uma das coisas mais deliciosas, mousses e iogurtes veganos!


A mousse de maracujá mesmo estava uma maravilha à parte. Não dava para dizer que não tinha leite de vaca! Repeti duas vezes - e olha que estava cheia! Para acompanhar, coloquei lascas de coco queimado e avelãs caramelizadas no açúcar de coco. (Sim, lá você pode se servir de diversos tipos de nuts à vontade!).


Saímos rolando. E disso, fica o alerta. Vá de estômago vazio, com tempo e bem preparado se for comer um brunch. Como as castanhas tem bastante gordura, a saciedade dos pratos é enorme, a tendência de passar o limite é grande. Portanto, caso não esteja com tanta forme, mas vale ficar só no a la carte.


Outra informação legal é que eles não só preparam pratos como tem opções de delivery e de comidas congeladas para levar, como pães e bolos, além das famosas pastas da holy nuts. Achei legal que eles vendem também voil para fazer leite vegetal caseiro.


Se está a fim de curtir um café com bastante opção para quem tem restrições, você vai ser feliz lá!



Dedico esse post a minha amiga querida e xará, Luiza Castelan, que me recebeu tão bem e foi a melhor guia de SP nesses dias. Obrigada pela parceria, Lu!



Com amor,

Luísa.

97 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo